sábado, 29 de agosto de 2015

Cerca de 80 índios ocupam cinco fazendas em Antônio João, MS

27/08/2015 - G1

Uma das propriedades foi incendiada na manhã desta quinta-feira (27).

Após invasões, fazendeiros bloquearam rodovia na quarta-feira (26).

Do G1 com informações da TV Morena

Fazenda invadida por índios na madrugada deste sábado (Foto: Divulgação/ DOF)

Fazenda invadida por índios na madrugada deste sábado (Foto: Divulgação/ DOF)
Invasões em fazendas da região começaram no sábado (22) (Foto: Divulgação/ DOF)

Cinco fazendas estão ocupadas por indígenas na zona rural de Antônio João, cidade distante a 301 quilômetros de Campo Grande. Ao todo, cerca de 80 indígenas, entre homens, mulheres e crianças ocupam as propriedades. Eles são da aldeia Campestre que fica no município e pertencem a etnia guarani-kaiowá.

A produção da TV Morena tentou entrar em contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai) para saber como está o andamento dos processos de demarcação de terra, mas não obtiveram retorno até a publicação da reportagem.

Segundo informações apuradas pela TV Morena, os índios atearam fogo em uma das propriedades na manhã desta quinta-feira (27), mas as chamas já foram contidas. Além disso, o grupo teria cortado uma cerca libertando 150 cabeças de gado da mesma fazenda.

Produtores rurais bloquearam a MS-384 na tarde de quarta-feira (26), entre Antônio João e Bela Vista. Outro bloqueio no mesmo trecho começou no início da tarde desta quinta-feira.

Após invasões, fazendeiros bloquearam rodovia, entre Antônio João e Bela Vista.  (Foto: Geraldo Ferreira/O Arrastão)
Após invasões, fazendeiros bloquearam rodovia, entre Antônio João e Bela Vista.  (Foto: Geraldo Ferreira/O Arrastão)

As ocupações começaram no sábado (22), quando mais de 40 indígenas invadiram a fazenda Primavera. Eles renderam e agrediram uma família, segundo o Departamento de Operações da Fronteira (DOF). A propriedade fica próxima às que foram invadidas na quarta-feira.
Ainda segundo a TV Morena, entre o grupo responsável pelas invasões estão índios que vivem do outro lado da fronteira, no Paraguai.

Ocupações

De acordo com a Federação de Agricultura e Pecuária (Famasul), atualmente existem 95 propriedades invadidas por indígenas em todo o estado. Segundo a instituição, em menos de dois meses, o quadro se invasões no Estado aumentou consideravelmente, saindo de 88 para o atual patamar de 95 propriedades.

Um debate entre lideranças rurais e políticas está agendado para esta sexta-feira (28) na sede da Famasul, em Campo Grande.

Nenhum comentário:

Postar um comentário