terça-feira, 16 de junho de 2015

Integração Comunista

15/06/2015 13h45 - Atualizado em 16/06/2015 16h08

Xiaomi, a 'Apple chinesa', marca para 30 de junho estreia no Brasil

Em evento, empresa vai anunciar produtos a serem vendidos no Brasil.
Brasileiro Hugo Barra, executivo da Xiaomi, falará sobre estratégia.

Do G1, em São Paulo
Redmi Note 4, primeiro smartphone da Xiaomi liberado para venda no Brasil pela Anatel. (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi Note 4, primeiro smartphone da Xiaomi liberado para venda no Brasil pela Anatel. (Foto: Divulgação/Xiaomi)
A Xiaomi, conhecida como “Apple chinesa”, anunciou nesta segunda-feira (15) a data em que desembarca oficialmente no Brasil: 30 de junho.
Nesse dia, a fabricante de smartphones revelará quais produtos começará a vender e como será a forma de comercialização. Na China, onde a empresa desbancou a Samsung e se tornou a maior vendedora de celular inteligente, as vendas ocorrem apenas pela internet.
O evento realizado em São Paulo contará com a presença do brasileiro Hugo Barra, vice-presidente de expansão internacional da Xiaomi e que coordena as investidas da empresa para além de seu mercado local. Ele deixou em 2013 o Google, onde liderava o desenvolvimento do Android, especialmente para a missão.
A Xiaomi ainda não comercializa nenhum smartphone no Brasil. A empresa, no entanto, já possui autorização para tal. Em dezembro do ano passado, a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) liberou as vendas no Brasil do primeiro smartphone da companhia, o Redmin Note 4G.
Imagem publicada pela Xiaomi, a 'Apple chinesa', sugere chegada da empresa ao Brasil: 'Põe mais água no feijão que já estamos chegando'. (Foto: Divulgação/Xiaomi)Imagem publicada pela Xiaomi, a 'Apple chinesa', sugere chegada da empresa ao Brasil: 'Põe mais água no feijão que já estamos chegando'. (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário