segunda-feira, 11 de maio de 2015

Golpe Comunista

1996


GUERRILHAS COMUNISTAS

O Governo FHC cria o ministério da Reforma Agrária, que é comandado por Raul Jungmann até 1999,  um ex-filiado do Partido Comunista Brasileiro (PCB)  e um dos fundadores do PPS. Em todo caso, em março de 1997 uma pesquisa do Ibope revelava que os brasileiros eram a favor da reforma agrária, mas condenavam as invasões de terra que  dificultavam ainda mais a solução do problema.

DECRETAÇÃO DO COMUNISMO

O Governo FHC promulga a primeira edição do Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH-1), preparando a futura base legislativa de instauração do comunismo no Brasil.


1998

GUERRILHAS COMUNISTAS

Em abril, depois do assassinato de dois líderes dos “sem-terra” no Pará, o Governo Federal convoca a Polícia Federal e o Exército, que deslocam 500 homens para controlar os ânimos na região. Em protesto contra as mortes no Pará, o MST mobiliza a invasão de 26 fazendas em cinco Estados. No ano 2000, novas invasões são realizadas em 13 estados.

LEGALIZAÇÃO DA CRIMINALIDADE

Em junho, nos Estados Unidos, Lula assina uma documento a favor da legalização das drogas, numa linha de pensamento preconizada pelos “intelectuais” de esquerda. O documento publicado pelo jornal "The New York Times", no dia 8 de junho de 1998, mostra a assinatura de Lula em uma campanha de "combate à guerra global contra as drogas, que estaria causando mais prejuízos que a própria droga".

DESTRUIÇÃO DO TERRITÓRIO

No dia 11 de dezembro, o ministro da Justiça, Renan Calheiros, assina a Portaria 820/98, que declara a Terra Indígena Raposa-Serra do Sol posse permanente dos povos indígenas, em área contínua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário