sexta-feira, 22 de maio de 2015

Golpe Comunista

2015

TERROR COMUNISTA

No dia 5 de fevereiro, segundo uma matéria do Jornal a Crítica de Manaus: “Autoridades militares do País receberam com estranhamento informação de que a China pretende treinar tropas no Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), em Manaus. A desconfiança não está no interesse pela unidade, que já recebe militares de outras nações. O senão está no contato que a China usou com o ministro da Defesa, Jaques Wagner, o general Li Jinzhang, militar recém-indicado a embaixador chinês no Brasil, fato raro nas relações entre os países”. Enquanto isso, na primeira reunião de 2015, o ministro da defesa da Rússia Serguei Shoigu definiu planos para  manobras militares com Cuba, Coréia do Norte, Vietnã e Brasil












Rússia, Índia, Brasil, China e África do Sul, num encontro dos Bric´s em novembro de 2014

Em fevereiro, num encontro na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Lula, em discurso inflamado, convoca o exército do MST para lutar nas ruas contra uma eventual tentativa de cassação do mandato de Dilma Rousseff.

No dia 10 de fevereiro, invasores da Assembleia Legislativa do Paraná, infiltrados no movimento grevista de servidores públicos, queimam a bandeira do Estado do Paraná substituindo-a pelas bandeiras vermelhas do PT, UJS, CUT, APP e Psol. A bandeira rasgada do Paraná sumiu. No dia primeiro de maio, acontece fato semelhante. Militantes do PCdoB, Cut, Psol, e Pstu picham de vermelho e rasgam a bandeira do Estado do Paraná.

No dia 11 de março, o promotor de Barra do Ribeiro (RS), pede à Justiça, a prisão preventiva do líder do Movimento dos Sem Terra (MST) João Pedro Stedile, acusado de participar da organização e depredação de um viveiro de mudas em um laboratório da Aracruz Celulose, por cerca de 1.500 mulheres da Vila Campesina há dois anos atrás.

No dia 23 de junho, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anuncia que o país irá adquirir 40 novos mísseis intercontinentais, descritos como “capazes de superar sistemas de defesa mais avançados”.

No dia 21 de agosto, o presidente da Bolívia, Evo Morales, anuncia que irá invadir o Brasil caso Dilma Rousseff perda o cargo.

No dia 24 de novembro, uma caça russo é derrubado pela Turquia na na fronteira entre a Síria.


OPOSIÇÃO AO COMUNISMO

No dia 12 de março, o Deputado  Jair Bolsonaro, (PP-RJ) protocola na Câmara dos Deputados um pedido de impeachment da presidente Rousseff. Foi a primeira vez que um parlamentar pede a cassação do mandato da presidente. O Deputado alegava: - “ "tem proporcionado a destruição do Estado brasileiro”, sitando, entre outros  casos,  a “Operação Lava a Jato”, o empréstimo para o Porto de Mariel em Cuba, sem o aval do Congresso, e a suspeita de uso dos Correios para campanha eleitoral.

FORO DE SÃO PAULO

No dia 14 de março, o Exército Venezuelano inicia exercícios com anfíbios chineses e mísseis russos. Cerca de 100 mil homens participaram das manobras em toda a Venezuela.

No dia 9 de junho, Luis Inácio da Silva recebe Diosdato Cabello, o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, considerado o chefe da quadrilha dos Soles, a maior rede de narcotráfico do mundo. além de ser a segunda figura mais importante do regime comunista da Venezuela.

No dia 28 de agosto, nova Greve Geral ma Argentina, contra a recessão econômica e o Governo dr Cristina Kirchner.

REVOLTA POPULAR

Em fevereiro, manifestação dos caminhoneiros, iniciando o processo de revolta popular contra o segundo mandato do Governo Rousseff.

No dia 10 de março, Dilma é vaiada pelo povo ao entrar no Anhembi, em São Paulo.

No dia 15 de março, primeiro grande manifesto da população a favor do afastamento de Dilma da presidência.

No dia 16 de março, em vídeo divulgado na internet (youtube), o ex-gerente da Petrobrás, Carlos Alberto Ferreira,  diz que emitiu dois cheques no valor total de 14 milhões em 2006 para a campanha do Senador do PT Humberto Costa. Os cheques estavam em nome das construtoras: Odebrecht e Schahin. O mesmo senador defende o controle das redes sociais (censura) pelo governo.

DESTRUIÇÃO DA FAMÍLIA

No dia 16 de março, estréia da novela Babilônia, no horário das nove, na Rede Globo de Televisão, banalizando o processo de decadência da sociedade brasileira, retratando famílias desestruturadas, prostituição, o "glamour" de viver favelas, assassinatos, traições, enfim, toda uma série de exemplos a não serem seguidos pela sociedade.











URNAS ELETRÔNICAS

No dia 21 de março, a fraude nas eleições de 2014 foi comprovada em testes nos Estados Unidos, num conclave em Washington, que denunciou a fraude em 10 países da América Latina, usando urnas eletrônicas: Brasil, Venezuela, Nicarágua, Panamá, Equador, Bolívia, Argentina, Paraguay, entre outros.

No dia 16 de junho, a Câmara dos Deputados aprova o voto impresso. No dia 29 de setembro, Dilma Rousseff veta a adoção do voto impresso, alegando a necessidade de investimento de R$ 1,8 bilhão de reais.


FORO DE SÃO PAULO

No dia 24 de março, seguindo a Agenda do Foro de São Paulo, em meio a uma crise energética sem precedentes, é anunciado que o governo do Brasil irá gastar 60 milhões de reais para a reforma de transferência da Usina Termoelétrica de Porto Velho para a Bolívia.

No dia 5 de abril, uma matéria do jornal O Globo anuncia que a Construtora Odebrecht irá ampliar o Aeroporto de Havana. A obra com custo total de U$ 207 milhões, terá um financiamento de U$ 150 milhões do BNDES.

GUERRILHAS COMUNISTAS

No dia 25 de março, por volta das 3 horas da manhã, 40 família do MST invadem a propriedade rural Serrote de Imbiguda, localizada no município de Casserengue na Paraíba, a 160 Km da Capital. Houve confusão, tiroteio, e duas pessoas ficaram feridas, entre elas o proprietário. O carro do proprietário da fazenda também foi queimado.  Os invasores afirmavam que só iriam sair do local quando o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) , vistoriasse a propriedade. 











Invasão promovida pelo  MST em Casserengue-PB


No dia 27 de março, defendendo sua propriedade, homens armados e encapuzados acabam com invasão MTST, em Maracanaú, na Grande Fortaleza,  no Ceará.

No dia 27 de março, o jornalista Reinaldo Azevedo denunciava que Dilma Rousseff não aprovava o Projeto de Lei antiterrorismo para proteger o MST.

No dia 24 de julho, o Exército se desloca para Irati-PR para fazer a segurança de Dilma durante evento do MST.

No dia 3 de agosto, integrantes do MST, em invasão à sede do Ministérios da Fazenda em Brasília, saqueiam pertences das pessoas que trabalhavam no prédio, inclusive jornalistas do comitê de imprensa. Na mesma ocasião foram registradas invasões do MST nos prédios da Receita Federal em Fortaleza e Porto Velho (RO).

No dia 17 de agosto, membros de MST invadem uma fazenda escola da USP, localizada no distrito de Paiquerê, Londrina, Paraná.

No dia 25 de setembro, em visita ao Brasil, a relatora da ONU, Rita Izsáck, pediu o fim das Polícias Militares, como forma de promover a igualdade social no país.


IMPLANTES

No dia 28 de março, Dilma Rousseff, em entrevista realizada na cidade de Rio Branco, no Acre, anuncia o plano de governo de criar um documento único nacional, com controle realizado através de "microchip".

DERROCADA ECONÔMICA

No dia 22 de abril, os metalúrgico da Mercedes Benz de São Bernardo do Campo (SP) entram em greve, após a demissão de 500 funcionários da empresa. A Mercedes admitiu ter sofrido com a queda de 40% nas vendas de caminhões, o que deixou mais 1.900 funcionários no excedente.

Em março, segundo o IBGE, 134 mil pessoas deixaram de ter emprego com carteira no setor privado. Só a indústria demitiu 232 mil pessoas.

No dia 28 de março, a Alcoa anuncia a paralisação de linhas de produção de alumínio em Poços de Caldas, demitindo cerca de 350 funcionários.No dia 30 de março a empresa anuncia a demissão de 650 funcionários de sua unidade de São Luís do Maranhão.

No dia 3 de abril, “de acordo com o relatado pela Forbes, o Fundo Monetário Internacional (FMI) lançou uma bomba no seu relatório fiscal de outubro. O relatório pinta um quadro sombrio para os países altamente endividados que não conseguem de forma agressiva “mobilizar receitas internas”, que é um código para “tributar de forma agressiva seus cidadãos.” Ele passa a construir um caso de medidas drásticas e recomenda uma série de escalada de renda e aumentos de impostos de consumo – que culminam com a apreensão direta de ativos.” ) Olavo de Carvalho.

No dia 6 de abril, empresários e sindicalistas pedem socorro para a indústria, lançando na capital paulista, uma coalizão em defesa da recuperação da indústria da transformação. O manifesto, assinado por 32 organizações, aponta que o segmento representava 35% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, na década de 1980 e, desde então em queda, chegou a 12% de participação.

No dia 12 de maio, a Caixa Econômica Federal suspende novos empréstimos para financiamento imobiliário com recursos da poupança. A retirada maciça de recursos da aplicação levou o banco público a ficar sem dinheiro para fechar contratos

No final de maio, o tradicional pólo de confecções do Bom Retiro, em São Paulo, o maior do país, que empregava cerca de 70 mil pessoas, começa a sentir os efeitos da crise econômica, com o fechamento de dezenas de lojas. O pólo do Bom Retiro contava com 1.600 lojas, chegando a ter 2.200 lojas há 8 anos atrás.

Em maio, a venda total de veículos novos recua 27,5% em comparação ao mesmo mês de 2014, Segmento de pesados foi o que apresentou os piores números, com queda de 52% do número de emplacamentos. O setor  automobilístico fechou mais de 20 mil vagas entre janeiro e abril de 2015.

No início de junho a Siderúrgica Usiminas desliga dois de seus cinco alto-fornos, um em Cubatão (SP) e outro em Ipatinga (MG), motivado pela retração da economia e a queda de vendas de aço no mercado nacional.

No dia 9 de junho, o banco britânico HSBC anuncia o fim de suas atividades no Brasil até dezembro de 2016. O banco contava no Brasil com 21 mil funcionários e 853 agências em 531 municípios.

No dia 15 de junho, a General Motors paralisa toda a produção de veículos no Brasil, colocando cerca de 6.200 metalúrgicos em férias coletivas, nas fábricas de Gravataí e São José dos Campos.

No dia 6 de julho, Dilma Rousseff, em medida contra o desemprego,  apresenta o plano de redução da jornada de trabalho e salário.

No dia 8 de julho, o jornal Folha de São Paulo anuncia o início da crise do mercado de ações da China, com reflexos na economia brasileira.

Nos primeiros 7 meses de 2015 as exportações do Brasil para a China caíram 19%.

No dia 24 de agosto, é anunciada a queda da Bolsa de Valores de Xangai, sinalizando o agravamento da crise econômica chinesa, repercutindo em todo o mercado mundial, inclusive no Brasil, com a queda do preço de produtos agrícolas, entre outros.

No dia 24 de agosto, a Mercedes Benz de São Bernardo do Campo, anuncia a demissão de 1.500 funcionários. No mesmo dia os trabalhadores decretaram greve por tempo indeterminado.

No dia 22 de setembro, o dólar tem cotação recorde de R$ 4,06. O brasileiro fica mais pobre.

No dia 29 de setembro, o Governo Federal corta o subsídio de 10 medicamentos da Farmácia Popular. No mesmo dia o preço da gasolina e do diesel são reajustados, na refinaria,  em 6% e 4% respectivamente.

INTEGRAÇÃO COMUNISTA

No dia 7 de abril, inicio da greve dos funcionários da fábrica da montadora de automóveis chinesa Cherry, em Jacareí. Trabalhadores reclamavam dos baixos salários e direitos trabalhistas.

No dia 19 de maio, os governos do Brasil e da China assinam acordo para o sensoriamento remoto, telecomunicações, e tecnologia da informação para a defesa e proteção da amazônia. O acordo faz parte de um dos 35 projetos da pauta da reunião entre Dilma Rousseff e Li Keqiang.

No dia 3 de junho, o Senado aprova projeto que permite a criação de Bancos dos Brics. A criação do banco precisava ainda  ser aprovada pelos Congressos de todos os países membros para sair do papel.

No dia 8 de junho, é realizado em Moscou o I Encontro Parlamentar dos Brics, contando com a presença dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, junto de uma comitiva de 3 senadores e 14 deputados federais. O principal tema debatido era o da criação de um Parlamento dos Brics, aos moldes do já existente na União Européia.

Membros da comitiva brasileira, segundo informe da Câmara dos Deputados:

Eduardo Cunha (Presidente da Câmara dos Deputados, PMDB-RJ)
Renan Calheiros (Presidente do Senado)
Ricardo Lewandowski (Jurista e Presidente do STF)
Atila Lins (PSD-AM)
Beto Mansur (PRB-SP)
Gilberto Nascimento (PSC-SP)
Leonardo Picciani (PMDB-RJ)
Bruno Araújo (PSDB-PE)
Maurício Quintela Lessa (PR-AL)
Jovair Arantes (PTB-GO)
Mendoça Filho (DEM-PE)
André Figueiredo (PDT-CE)
Artur Oliveira Maia (PSD-BA)
André Moura (PSC-CE)
Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Rubens Bueno (PPS-PR)
Rodrigo Maia (DEM/RJ)
Lindberg Farias (PT-RJ) Senador
Vanessa Graziotin (PCdoB-AM) Senadora
Ciro Nogueira (PP-PI) Senador
Pastor Everaldo (candidato derrotado à Presidência da República em 2014, considerado conservador revolucionário ? Presidente do PSC)

No dia 15 de junho, OAB e Ministério da Fazenda assinam convênio de cooperação  para o estudo da integração dos sistemas legais do Brasil com o eixo "comunista" eurasiano, no II Forum Legal dos Brics, a ser realizado em outubro 2015. O tema da segunda edição do  Fórum era "Cooperação Jurídica: rumo a uma comunidade Brics de destino compartilhado".

No dia 15 de junho, a empresa chinesa Xiaomi, considerada a "Apple" chinesa, anuncia para o dia 30 de junho o início da venda de seus produtos no Brasil.

No dia 29 de junho, o embaixador do Brasil na Rússia, Antônio José Vallim Guerreiro, em entrevista ao blog Sputnik, declarava que o governo Dilma apoiava a criação de uma moeda única entre os países membros do Brics.

No dia 7 de julho, é realizado em Brasília o VI Seminário Teórico do Partido dos Trabalhadores e do Partido Comunista da China (PCCh), com o objetivo de aprofundar a relação entre os dois partidos, dando prosseguimento ao protocolo de cooperação celebrado em 2004.

No dia 9 de julho, é realizada a VII Reunião da Cúpula do Brics, em Ufá, na Rússia. O Brics até então era formado pela China, Rússia, Brasil, África do Sul, e Índia.

No dia 15 de julho, a Petrobrás anuncia o plano de privatização de 80% de sua rede de gasodutos.


GOLPE COMUNISTA

No dia 3 de setembro, a Presidência da República publica o Decreto Nº 8.515, dando ao Ministro da Defesa plenos poderes para nomear o cargo de todos os militares, inclusive oficiais superiores.

No dia 7 de julho, é publicado o Decreto Nº 8.482, que prevê   “um Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da Federação da Rússia sobre Cooperação Técnico-Militar, firmado no Rio de Janeiro, em 26 de novembro de 2008″.

No dia 22 de setembro, início da votação, na Câmara dos Deputados,  do Projeto de Lei (PL) 1589/15  que prevê a prisão, de até 6 anos, para quem falar mal de políticos. A proposta, foi apresentada pela Deputada Soraya Santos (PMDB/RJ).

No dia 30 de setembro, Dilma Roussef nomeia Jaques Wagner, então  Ministro da Defesa, para Chefe da Casa Civil. No seu lugar fica o ex-deputado Aldo Rebelo (PCdoB), transferido do cargo de Ministro da Ciência e Tecnologia.


MÍDIA CHAPA BRANCA

Crise da Mídia: No dia 6 de abril, o jornal o Estado de São Paulo anuncia demissões que atingiram 125 funcionários, em todas as redações da empresa; entre os demitidos estavam o repórter especial Lourival Sant'Anna, o repórter de cultura Jotabê Medeiros e os de política Fábio Brandt e Roldão Arruda; na Folha de S. Paulo, o corte foi de 50 jornalistas. No dia 14 de abril, a coluna  de Arnaldo Jabor, notável opositor do regime Lula,  deixa de ser publicada.

Em julho, o Facebook já recebia mais verbas publicitárias do Governo Federal que os grandes jornais.

No dia 7 de abril, o senador Ronaldo Caiado protocola o requerimento de criação da CPI do BNDES, enfrentando o lobby do próprio presidente da instituição, que coibia parlamentares de assinar o documento. No dia seguinte o governo do PT coage seis senadores que retiram suas assinaturas. O pedido de CPI é devolvido ao senador Caiado, por conter menos assinaturas que o necessário.

No dia 8 de abril, durante um discurso de lançamento do Portal “Hunaniza Redes”, Dilma lança ataque às redes sociais da internet, e diz que elas são palco de discriminação, preconceito, mentira e intolerância.

No dia 8 de abril, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e o Prefeito de São Bernardo do Canpo Luiz Marinho (PT) anunciam a construção do Museu do Lula, um memorial das greves do ABC, com custo de 18 milhões de reais dos cofres públicos.

No dia 9 de abril, em votação, a Câmara abre o sigilo dos empréstimos do BNDES, abrindo campo para investigação, inclusive do financiamento do Brasil a regimes comunistas. O PT e o PCdoB votam contra a abertura do sigilo. No dia 11 de abril a oposição iniciou a coleta de assinaturas para instalar a CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no Congresso. O objetivo era investigar como o banco aplicou R$ 400 bilhões em recursos da União entre 2009 e 2014. O montante total de parcelas de financiamento inadimplentes saltou de R$ 412,9 milhões em junho de 2014 para R$ 4 bilhões em setembro, crescimento de 976%. Diante desse quadro, no início de dezembro de 2014, o governo autorizou um socorro de crédito de R$ 30 bilhões ao BNDES

No dia 10 de abril, na Cúpula das Américas, primeiro encontro formal entre o presidente do regime Cubano e o presidente dos Estados Unidos desde 1961. Após 5 décadas, os dois países entram em processo de reaproximação diplomática. Também é a primeira vez que Cuba participa da Cúpula das Américas, organizada desde 1994.

No dia 10 de abril, o livro “O Mínimo que você deveria saber para não ser um idiota” de Olavo de Carvalho bate na casa de 100 mil exemplares vendidos.

No dia 11 de abril, Dilma Rousseff anuncia parceria com o Facebook, após encontro com Mark Zuckerberg, presidente do Facebook,  na VII Cúpula das Américas.

No dia 12 de abril , segundo grande manifesto da população a favor do afastamento de Dilma da presidência da república. O povo não aguenta mais. Grita por que não existem instituições democráticas que os defendam. Rasgaram a Constituição e promoveram um golpe de estado.

No dia 12 de bril, Kim Kataguiri lider do Movimento Brasil Livre, após encerrar o ato de protesto na Avenida Paulista, lança  a “Marcha Pela Liberdade”, uma caminhada de mais de 1.000 km de São Paulo até o Congresso Nacional  em Brasília, reivindicando o impeachment da presidente Dilma. A proposta era pressionar o Congresso para tirar o PT do poder. Inicialmente 50 pessoas estavam mobilizadas para a marcha. A marcha sai de São Paulo no dia 24 de abril, passando pelas cidades de  Campinas, Ribeirão Preto, Uberaba, Caldas Novas e Goiânia. A previsão de chegada em Brasília era no dia 27 de maio.

No dia 13 de abril, o Deputado Jair Bolsonaro, uma das poucas vozes de protesto no Congresso,  contra o golpe comunista no Brasil,   é sabatinado no programa Superpop da Rede TV, sendo visível a preocupação do jornalismo chapa branca da emissora em transformá-lo em  “persona non grata” na política brasileira, numa tentativa de desqualificar sua imagem e discurso.

No dia 14 de abril, o deputado Ronaldo Caiado, em mensagem na rede social Facebook escreve: “No período 2007-2014 57% dos financiamentos internacionais do BNDES foram direcionados a Cuba, Angola, Argentina, República Dominicana, e Venezuela, justamente quando crescia um movimento de esquerda nesses países. Rezaram na cartilha do Foro de São Paulo fazendo do BNDES instrumento desse processo de manutenção dos amigos de Fidel e Lula”. A CPI do BNDES, que tinha sido descartada no Senado,  é protocolada pela Câmara dos Deputados no dia 16 de abril. 

20 Obras financiadas pelo BNDES em outros países













No dia 14 de abril, na Esplanada dos Ministérios, índios protestam contra Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215,  que transfere do Executivo para o Parlamento o poder de demarcação de terras indígenas. O suposto movimento social “Frente Nacional de Luta Campo e Cidade”, que também estava acampado na esplanada, reivindicando a Reforma Agrária, também  apoiava o protesto dos líderes indígenas.

No dia 14 de abril, Dilma escolhe o jurista Luiz Edson Fachin para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A escolha ainda dependia da aprovação do Senado. O mesmo Luiz Edson que em 2010 tinha feito um discurso pedindo votos para a então candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff. O candidato, além de petista,  é admirador do MST, defendendo inclusive, como não poderia deixar de ser, a legitimidade das invasões de propriedades privadas por “movimentos sociais”. No dia 30 de abril os Senadores analisavam o pedido. No dia 11 de maio,é lançado o site “Movimento #FachinSim”, produzido por um designer do PT,  com o objetivo de que as pessoas pudessem enviar um pedido de aprovação ao candidato. No dia 12 de maio, após sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal,  o jurista  “socialista”, numa primeira votação,  é aceito como novo Ministro do STF, por 20 votos a 7. No dia 19 de maio, na última votação, no Plenário do Senado, o pedido para o cargo vitalício de Juiz do Supremo Federal,  é finalmente aceito com 52 votos a favor e 27 contra. 

No dia 14 de abril, a mesa do Senado nega o pedido de abertura do processo de impeachment do ministro do Supremo Tribunal José Antonio Dias Toffoli,  também presidente do Superior Tribunal Eleitoral e agente do Foro de São Paulo.  Toffoli era acusado de estar envolvido de forma pessoal em julgamentos. O responsável pela denúncia foi o Procurador da Fazenda Nacional Matheus Faria Carneiro. No dia 30 de abril de 2015,  Toffoli foi denunciado pela Polícia Federal, por laços impróprios com Léo Pinheiro, sócio presidente da Construtora OAS, um dos acusados da Operação Lava Jato. O voto do Toffoli como ministro do STF, no dia 28 de abril, foi decisivo na transferência  do regime de cativeiro para domiciliar de 9 investigados da Operação Lava Jato, entre eles Léo Pinheiro. A transferência para o regime domiciliar interrompeu o processo de delação premiada dos envolvidos, quando seria possível desbaratar todo o processo de corrupção instalado no poder executivo do país, possibilitando inclusive o impeachment da presidente.

Mais uma vez, em função do acobertamento de denúncias contra o Partido dos Trabalhadores e seus comparsas, é provado mais uma vez que o Brasil  deixou de viver num Estado Democrático de Direito, passando a viver num Estado de Exceção, com a suspensão dos direitos civis.

No dia 15 de abril, é preso pela Polícia Federal  o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, envolvido no escândalo da Operação “lava-jato”. Vaccari,  era o fiel depositário da Secretaria de Finanças e Planejamento do PT, o sucessor de Delúbio Soares, que também foi preso. Em nota à imprensa, o senador goiano Ronaldo Caiado afirmou que a “reincidência de irregularidades” no alto escalão do PT é suficiente para colocar em suspeição a legitimidade do grupo partidário e da reeleição da presidenta Dilma.

No dia 15 de abril, é a anunciada a descoberta de 330 mil fraudes nas folhas de pagamento de servidores federais no período 2010-2014, gerando um prejuízo de cerca de 1 bilhão de reais ao Tesouro Nacional. 

No dia 15 de abril, uma reportagem do Bom Dia Brasil revela que inúmeros assinantes de linhas telefônicas, em todo o país, estariam recendo cobrança de ligações indevidas para Cuba, com valores entre mil e dois mil reais.

Na tarde do dia 15 de abril, num encontro inédito, parlamentares da oposição e representantes de diferentes movimentos que tem organizado protestos no país, se resumem pela primeira vez. Em pauta estava a discussão sobre o Impeachment  e a possibilidade constitucional de investigação contra  Dilma Rousseff. Segundo o deputado Ronaldo Caiado, “uma pessoa que é citada onze vezes por delatores da Lava Jato tem que ser investigada”.

No dia 16 de abril, o site O Antagonista, revela que o jornal a Folha de São Paulo revelou um documento que pode motivar a cassação do mandato de Dilma Rousseff. Uma operação que repassou 311,5 mil dólares à campanha de Dilma, vinda do exterior, em 2010.

No dia 16 de abril, o Tribunal de Contas da União enquadra o Governo Dilma em crime de responsabilidade fiscal, por atrasar o repasse de pelo menos 40,2 bilhões de reais ao Banco do Brasil, Caixa Econômica, e BNDES, abrindo espaço para abertura de processo de cassação de mandato da presidente. Segundo o senador João Caiado, “A decisão do TCU identificou que o governo da presidente Dilma deixou de repassar R$ 40,2 bilhões a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES para bancar programas, como o seguro-desemprego, Bolsa-Família e Minha Casa Minha Vida. É importante que tenhamos gravidade desse fato. O Banco do Brasil deixou de receber R$ 7,9 bilhões para pagar subvenções agrícolas; o BNDES deixou de receber R$ 12,1 bilhões e o FGTS 10,049 bilhões. A presidente da República jamais poderia emprestado dinheiro da Caixa, Banco do Brasil e FGTS para assumir dívidas que constam no orçamento da União”.

No dia 16 de abril, o site do Partido dos Trabalhadores divulga o Caderno de Tese do V Congresso Nacional do PT a ser realizado em Salvador, em junho de 2015. No texto é divulgado o plano explícito de instauração de mais um golpe de estado, com a instalação imediata de uma Ditadura Comunista no Brasil. Entre tantas medidas absurdas, destacam-se:

- Estatização da Rede Globo e de todas emissoras religiosas. Na verdade a Rede Globo já é um emissora chapa branca;
- Imunidade aos movimentos como MST e MTST, que poderão agir sem poder ser presos;
- Anulação das sentenças do Mensalão;
- Impeachment dos Ministros do STJ que foram a favor da condenação do Mensalão;
- Cancelar todas as privatizações do Brasil, assim como a Bolívia fez no passado;
- Cassação do mandato de Jair Bolsonaro, potencial candidato a Presidência.;
- Fim do Financiamento Público a qualquer mídia que seja contrária ao Partido;
- Calote da dívida interna e externa (boa parte da dívida é mesmo criminosa);
Declaração de que o Brasil hoje é o fiador dos Países comunistas da América.

No dia 17 de abril, o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), ingressa com uma ação na Procuradoria Geral da República pedindo o cancelamento do registro civil e do estatuto do Partido dos Trabalhadores, em função dos seguintes motivos:

1º) O PT mantém uma organização paramilitar , o MST; 
2º) O PT está subordinado  a uma entidade estrangeira, o Foro de São Paulo;
3º) O PT recebeu recursos financeiros de procedência estrangeira, no caso as Farc. Lula recebeu 5 milhões de dólares da FARC para sua campanha em 2002.

No dia 19 de abril, em tempo de crise econômica, a presidente Dilma, em acordo com os demais partidos, sanciona o aumento do Fundo Partidário, triplicando o valor, passando  para R$ 867 milhões. 

No dia 19 de abril, a empresa Rodofort, do município de Sumaré (SP), fabricante de implementos rodoviários faz demissão em massa, e anuncia falência. 

No dia 20 de abril, o Ministério Público Federal abre inquérito contra Lula, por tráfego de influência internacional e no Brasil, por envolvimento com a construtora Norberto Odebrecht, responsável pelas  obras de empreendimentos financiados pelo BNDES.

MARKETING COMUNISTA

No dia 21 de abril, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT),  é vaiado ao entregar a Medalha da Inconfidência, honraria mais importante de Minas Gerais, ao líder da guerrilha comunista “Movimento dos Trabalhadores sem Terra” (MST) João Pedro Stédile. Poucos sabem, mas Fernando Pimentel pertenceu a guerrilha comunista Colina (Comando de Libertação Nacional), fundada em Minas Gerais em 1967. No dia 28 de abril, esse mesmo governador e guerrilheiro comunista, manda destruir a exposição  sobre a  História Política de Minas Gerais, instalada no Palácio da Liberdade que havia se transformado num Museu.












No dia 22 de abril,  o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse, durante o seminário “Reforma Global de Política de Drogas: América Latina”, promovido pela entidade sem fins lucrativos Open Society Foundations, financiada por George Soros: “O Estado não pode abdicar do seu papel de regulador do comércio de drogas e deixar o controle na mão do traficante”. O evento foi realizado no Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR).

No dia 23 de abril, após uma reunião em Brasília sem acordo, início da greve dos caminhoneiros. O movimento reivindicava uma nova tabela de fretes e redução do preço do diesel. No quarto dia de greve, já começava a falta alimento e combustível em algumas cidades. 

No dia 23 de abril, o governador do Rio Grande do Sul , José Ivo Sartori, suspende o pagamento da dívida pública do Estado do Rio Grande do Sul à União, rompendo com o Governo de Dilma Rousseff.  Ivo Sartori alegava: “– Queremos leis que governem os homens e não homens que governem as leis…”.

No dia 24 de abril, em mais uma transação que financia o Foro de São Paulo, Brasil e Bolívia negociavam a construção de uma Usina Hidrelétrica binacional de aproximadamente 3.000 megaewatts, no lado boliviano do Rio Madeira, com custo de estimado de RS$ 15 bilhões. A obra faria parte de um acordo de cooperação energética, que deveria incluir também a construção de termoelétricas na fronteira e linhas de transmissão que  permitam exportar para o Brasil . Seriam instalados, no total, 7.500 megaewatts, ou seja, cerca de metade da capacidade de Itaipu. 

No dia 24 de abril, a presidente Dilma Rousseff anuncia o plano do Governo de utilizar recursos do FGTS para financiar o BNDES, um banco já saqueado por empréstimos criminosos à governos ligados ao Foro de São Paulo.

No dia 24 de abril, o Senador Ronaldo Caiado, leva à Comissão de Agricultura, em audiência com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e representantes do INCRA, os casos de invasões de propriedades em Santa Catarina e no Tocantins, promovidas pelo próprio Estado, evidenciando a instalação do poder comunista no Brasil.

No dia 26 de abril, delegados da Polícia Federal em todo o Brasil protestavam contra a intervenção do Procurador Geral da República Rodrigo  Janot nos inquéritos da Operação Lava Jato. No dia 6 de maio, em Brasília, delegados de todo o Brasil realizam um ato de desagravo “Deixa a PF Trabalhar” na sede da Polícia Federal, contra os cortes no orçamento da PF pelo Governo Federal e a ação do procurador geral da República, Rodrigo Janot, que tem dificultado a atuação da instituição nos inquéritos policiais da operação Lava Jato que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF). 















No dia 27 de abril, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), é retirado às pressas da Feira Internacional Agrícola em Ação (Agroshow) , em Ribeirão Preto, sem se pronunciar, após protesto de cerca de 50 manifestantes, que pediam o impeachment da presidente Dilma. Nenhuma das autoridades presentes ao evento fez qualquer tipo de pronunciamento. 

No dia 27 de abril, em função do aumento dos preços e da perda do poder aquisitivo, uma reportagem do Jornal da TV Cultura, informava sobre a diminuição do consumo no setor de alimentação no primeiro trimestre de 2015,  em  ítens como iogurte, chocolate, pão, peixe, macarrão, enlatados, farinha de trigo e açúcar.  O Feirão de venda de imóveis da Caixa Econômica Federal também teve queda e 14%.

No dia 27 de abril, por temor a um grande “panelaço” nacional, a presidente Dilma cancela o tradicional pronunciamento da TV em rede nacional do dia Primeiro de Maio, além  das gravações de outros  pronunciamentos para a TV, um para a propaganda do Partido dos Trabalhadores transmitido em rede nacional no dia 5 de maio, e outro para o dia das mães, transmitido no dia 10 de maio. Também tem sua visita cancelada, no dia 7 de maio, para uma cerimônia no Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, no Rio de Janeiro. Tendo sido inclusive advertida pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro, Pezão, a não comparecer, tendo em vista sua baixa popularidade e a revolta popular contra seu governo e o Partido dos Trabalhadores.

No dia 28 de abril, em Curitiba, no Centro Cívico, professores em greve, denunciavam que a CUT estava promovendo distúrbios em meio aos professores, para servirem de massa de manobra , gerando conflitos entre a população e a polícia comandada pelo Beto Richa. A mesma polícia, á noite,   já havia invadido o acampamento  os professores  , gerando terror,  enquanto dormiam, com bombas de gás pimenta e lacrimogêneo. O movimento grevista é organizado pela Marlei, professora e ex-candidata à deputado federal (PT-PR). No dia 29 de abril, acontece um novo confronto com a polícia provocado pela ação de vândalos infiltrados, financiados por partidos de esquerda, apelidados de “black blocs”. A participação dos vândalos é   também comprovada através do convite público  feito na rede social “Facebook” no dia . Na manifestação do dia 29 de abril, 50 policiais da PM que se recusaram a partir com violência em cima dos professores foram exonerados. Mais de 100 pessoas ficaram feridas, algumas gravemente.




















A batalha, a confusão,  do Centro Cívico de Curitiba foi armada pelos próprios partidos marxistas, que financiam os "blécs blocs". Foram os vândalos eles que começaram o tumulto. Existe um interesse do PT  em criar a instabilidade social no país para impor, com uma boa desculpa, o estado de sítio e a entrada direta do Brasil no comunismo. A derrocada da economia também deve ser proposital, para criar mais insatisfação e protestos nas ruas. Por cautela, o povo deveria se afastar das ruas.

No dia 28 de abril, Por 3 votos a 2, a segunda turma do STF (Supremo Tribunal Federal) concedeu nessa terça-feira liberdade condicional ao empreiteiro Ricardo Pessoa, dono da UTC, e mais oito empreiteiros que foram presos pela Polícia Federal por suspeita de participação na operação Lava Jato. Os votos favoráveis à soltura foram dos ministros Teori Zavascki, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Os mesmos não respeitaram sequer os sucessivos habeas corpus negados por Sérgio Moro e pelo TRF de Porto Alegre. (Políbio Braga). A liberdade condicional evitou o processo de delação premiada até então em negociação com a Polícia Federal. No dia 30 de abril, uma matéria do jornal O Estado de São Paulo informava que a Petrobrás havias destruído as gravações do Conselho de Administração, referentes às discussões das obras sob investigação da operação Lava Jato.

No dia 28 de abril, a Whirlpool, proprietária da Brastemp e da Consul anuncia a demissão de 3 mil funcionários no Brasil, ou seja, cerca de 15% do seu quadro de funcionários no país.  O corte é feito em função da forte queda na demanda brasileira por eletrodomésticos. A  Whirlpool também conta com fábricas na China e na Rússia.

No dia 28 de abril, a presidente do Chile, Bachelet, integrante do Foro de São Paulo, anuncia que a partir de setembro o Chile iniciará o processo de elaboração de uma nova constituição.

No dia 28 de abril, a Caixa Econômica altera a regra de financiamento na compra de imóveis usados com recursos da poupança, subindo a taxa de juros do crédito imobiliário e alterando o percentual de entrada do valor do imóvel de 20% para 50%. Segundo especialista as medidas significam praticamente uma trava no mercado residencial. A Caixa detém 70% de todos os financiamentos de imóveis no país.

No dia 29 de abril, o Ministro dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, em Audiência Pública na Comissão de Serviços de Infra-estrutura no Senado, anuncia a paralisação de várias obras do setor de transportes, pela simples falta de recursos. No mesmo dia uma matéria do jornal o Globo informa que pela primeira vez em 12 anos, o setor da construção civil demite mais do que contratava. 

No dia 30 de abril, a Polícia do Rio de Janeiro anuncia a descoberta de uma rota  de contrabando de fuzis automáticos, da Venezuela para o Rio de Janeiro. Os fuzis, que são armamento de guerra,  estavam sendo utilizado por criminosos no subúrbio do Rio de Janeiro. 

No dia 30 de abril, usuários do Facebook reclamavam que dezenas de sites, blogs,  e perfis críticos ao PT estavam sendo bloqueados no próprio Facebook. 

Em abril, segundo dados da Fenabrave, a venda de veículos no Brasil cai 25% em relação ao mesmo mês de 2014.

No dia primeiro de maio, a coluna do jornalista Reinaldo Azevedo, da Revista Veja, denunciava que o prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) teria negociado com chefes do narcotráfico da Cracolândia, para efetuar uma operação de remoção dos usuários de droga da região. Segundo Reinaldo Azevedo: - “Negociar com traficantes é incompatível com a dignidade e o decoro do cargo”, sendo passível de cassação do mandato.

Em abril, o jornal Epoch Times informava que 60 mil soldados cubanos ocupavam a Venezuela.

Pois então. Cubanos já ajudam a controlar a Venezuela. Agora não se esqueçam que   no governo Lula foram construídas duas grandes pontes, uma sobre o Rio Orinoco e outra sobre o Amazonas, podendo também permitir a travessia de tropas da Venezuela para o Brasil. A rodovia Porto Velho - Manaus que estava praticamente intransitável desde 1988, passou a ser recuperada em 2014.

No dia 4 de março, por unanimidade, Supremo Tribunal Federal  extingue a pena de José Genoino, um ex-presidente do PT,  condenado no processo do mensalão.

No dia 3 de maio, temendo a presença de manifestantes, as  lideranças do Governo Federal e do Governo do Estado de Minas Gerais, ambas do PT, cancelam a presença na cerimônia de abertura da Expozebu em Uberaba, a maior exposição agropecuária da América Latina. 

No dia 3 de maio, o fanqueiro MC Guimê recebeu aval da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura para captar 516 550 reais para a gravação do primeiro DVD, de doações de empresas, nos termos da Lei Rouanet. 

No dia 5 de maio, grande panelaço e buzinaço em todo o país, durante o horário político do PT em rede nacional, no horário das 20h30 às 20h40.

No dia 5 de maio, um grupo de juízes, advogados e promotores, denominado “Foro de Brasília”, entram com uma ação popular contra as despesas de 60 milhões de reais do Tesouro Nacional para a reforma e doação de uma usina termoelétrica para a Bolívia, governada pelo presidente socialista Evo Morales, integrante do Foro de São Paulo. O grupo consegue uma liminar na Justiça Federal suspendendo a doação.

No dia 6 de maio, a China e a Rússia assinam o primeiro contrato para a construção de uma linha de alta velocidade entre Moscou e  a China. Numa primeira etapa será construído o trecho de 700 km entre as cidades de Moscou e Kazan, passando pelas cidades de Novgorod e Cheboksary.

No dia 6 de maio, deputados da oposição realizam um “panelaço” no plenário da Câmara dos Deputados, junto com o coro “Fora PT” de manifestantes das galerias populares.

No dia 6 de maio, o senador Ronaldo Caiado, entra com novo pedido de criação de uma  CPI no BNDES. No mesmo dia os senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Ana Amélia Lemos (PP-RS), apresentam requerimento para abertura de  uma CPI para investigar os prejuízos bilionários nos fundos de pensão do Banco do Brasil (PREVI), Funcef (Caixa Econômica Federal), Postalis (Correios), Petros (Petrobras) e Serpro. Mais tarde, no dia 7 de abril, a CPI dos Fundos de Pensão é cancelada após a retirada das assinaturas dos senadores João Capiberibe (PSB-AP),  Romário (RJ), Lídice da Mata (BA), Roberto Rocha (MA) e Fernando Bezerra Coelho (PE), e  Ivo Cassol (PP-RO. 

No dia 7 de maio, diversos advogados, em todo o Brasil, ajuizam ações populares para derrubar a empresa Venezuelana Smartmatic, responsável pela transmissão dos dados nas Eleições de 2014.

No dia 7 de maio, o Congresso recebe a visita de Tarek Saab, agente de propaganda do governo de Nícolas Maduro. O palestrante foi convidado pelo senador Lindberg Farias (PT-RJ) e pelo deputado Ivan Valente (PSOL-SP). O mesmo era acusado pela morte de 43 pessoas em protesto na Venezuela, inclusive do jovem estudante de 14 anos Kluiverth Roa.

No dia 7 de maio, o ex-combatente da Força Expedicionário Brasileira (FEB), Major Antenor Silveira Guedes, de 93 anos, recusou a receber uma medalha de Dilma Rousseff, na solenidade de Comemoração dos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial. Afirmava: “Não aceito homenagens de terroristas. Aprendi no Exército que um homem precisa conservar o seu caráter.Lutei pela liberdade do meu país e do mundo. Hoje penso: será que foi em vão? Lutei pro Brasil virar esta grande merda? Um país infectado pelo lulo-comunismo? Valeu a pena?” disse o major.

No dia 9 de maio, manifestantes fazem panelaço em casamento em que Lula e Dilma são convidados, em São Paulo.

No dia 9 de maio, a inflação acumulada nos primeiros 4 meses de 2015 já ultrapassa a meta estipulada pela equipe econômica  para todo o ano, que era de 4,5%. Em 12 meses a alta era de 8,17%, a maior desde dezembro de 2003.

No dia 10 de maio, uma reportagem do jornal o Estado de São Paulo, anunciava o corte de 15 mil vagas de emprego na Zona Franca de Manaus, em função da redução de 10% nas vendas de eletrodomésticos, motos e itens de informática. O fracasso econômico do Brasil é um ganho político para o regime comunista que terá um povo enfraquecido para ser melhor controlado. Quem puder irá fugir do país, assim como já acontecia na Venezuela, que já tinha perdido cerca de 5% de sua população.

No dia 11 de maio, a ong CNBB organiza uma manifestação em frente ao Congresso Nacional em apoio à Reforma Política desejada pelo Partido dos Trabalhadores.

No dia 11 de maio, Edson Valadares, ex-presidente do PT em Salvador, declara numa mensagem do Facebook, que "coxinhas e anti-PTistas se mandem fora  do país". O regime ditatorial da Venezuela também gostava que os descontentes com o regime saíssem do país, diminuindo a oposição.

DEPOSIÇÃO OU INTERVENÇÃO

No dia 12 de maio, impasse entre os grupos a favor do afastamento de Dilma Rousseff. Uma parte defendia a deposição, como o Movimento Brasil Livre (MBL) , e outra a Intervenção Militar.

FORO DE SÃO PAULO

No dia 12 de maio, a Câmara dos Deputados, através de uma Medida Provisória, aprova o repasse de 50 bilhões de dólares do Tesouro Nacional para o BNDES. Texto ainda dependia do aval do Senado Federal.

DESTRUIÇÃO DO ESTADO NACIONAL 

No dia 12 de maio, servidores do Ministério das Relações Exteriores (MRE) realizam uma manifestação em frente ao Palácio do Itamaraty contra a desvalorização dos servidores em serviço no exterior. Em Assembleia decidem manter a greve, inclusive com a adesão de 70 postos no exterior.
No dia 13 de maio, agentes, escrivães e policiais federais do estado de Goiás queimam a bandeira do PT em manifestação contra a corrupção e a impunidade, em frente à sede da Polícia Federal de Goiânia. 

No dia 14 de maio, o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação da operação Lava Jato, é aplaudido ao atravessar a Avenida Paulista, após a cerimônia de lançamento de livro “Bem Vindo ao Inferno”, prefaciado pelo próprio Juiz, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

No dia 14 de maio, a Universidade Federal Fluminense suspende suas atividades em função da paralisação dos funcionários terceirizados, que não recebiam salário desde 2014.

No dia 18 de fevereiro, "estudantes secundaristas obtiveram uma vitória histórica contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que pretendia fechar nada menos que 94 escolas, afetando 311 mil alunos; o secretário de Educação, Herman Voorwald, anunciou na tarde desta quinta-feira 19 que a reorganização do sistema educacional está suspensa e o governo espera, agora, que os alunos desocupem as escolas; governo Alckmin chegou a usar a polícia contra alunos e professores, para tentar a reintegração de posse; 50 escolas foram ocupadas; lideranças estudantis chegaram a ser detidas, mas, no fim, venceram" - SP 247


TENSÃO SOCIAL

No dia 19 de maio, chegada de mais uma leva de mil haitianos em São Paulo, provenientes do Acre, com custo da viagem de 1 milhão de reais, bancado pelo Tesouro Nacional, através do Ministério da Justiça. No dia 22 de maio mais 350 senegaleses e haitianos são enviados para as cidades de Porto Velho, Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba e Campo Grande. Renomadas capitais por sua qualidade de vida.

CENSURA

No dia 19 de maio, o Governo Federal anuncia o corte de R$ 1,7 bilhão da Polícia Federal, cerca de 30% do orçamento, gerando preocupação na Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

No dia 20 de maio, a Polícia Federal abre inquérito, com base na Lei de Segurança Nacional,  contra o capitão da Reserva da Marinha, Sérgio Zorowich. A PF pretende enquadrar os defensores da intervenção militar no Artigo 23 da Lei Nº 7.170 de 1983 , que continua em vigor desde a época do Regime Militar.:

Artigo 23 – Incitar:
I – à subversão da ordem política ou social;
II – à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis;
III – à luta com violência entre as classes sociais;
IV – à prática de qualquer dos crimes previstos nesta Lei.
Pena: reclusão, de 1 a 4 anos. 

No dia 20 de maio, o primeiro ministro chinês, em visita ao Brasil, no Rio de Janeiro, cobra das autoridades brasileiras mais facilidade para a obtenção de vistos de trabalhadores chineses, prometendo a mesma facilidade para os brasileiros interessados em trabalhar na China.

No dia 20 de maio, o plenário da Câmara dos Deputados da aval à construção de novos anexos ao Congresso Nacional, incluindo a construção de novos gabinetes, um auditório, novos estacionamentos e um centro comercial. O ideal é preservar a privacidade da elite comunista, evitando  o contato com o povo.

No dia 21 de maio, o Deputado Daciolo (PSOL-RJ) é expulso do Partido, entre outros motivos, por ser Cabo da Polícia Militar e Evangélico. O PSOL, constituído por ateus e comunistas, se incomodava com suas atitudes como a de ler trechos da Bíblia em plenário, e defender o direito de policiais.

No dia 21 de maio, Dilma Rousseff veta o texto aprovado pelo Congresso Nacional que quebrava o sigilo em financiamentos concedidos pelo BNDES. O veto podia  ser derrubado pelo Congresso Nacional. (aguardando definição)

REVOLTA POPULAR

No dia 23 de maio, um acidente na Rodovia BR-060, nas proximidades de Alexânia,  fere dois manifestantes da "Marcha da Liberdade", entre eles o líder Kim Kataguiri. O grupo, organizada pelo Movimento Brasil Livre (MBL),  saiu de São Paulo no dia 24 de abril.

No dia 24 de maio, o ex-ministro da fazenda Guido Mantega é novamente hostilizando, ao ser vaiado num restaurante italiano de São Paulo. Em fevereiro de 2015  tinha sido hostilizado por alguns presentes ao sair de uma lanchonete do Hospital Albert Eistein.

No dia 3 de setembro, em Florianópolis, durante a abertura de um Congresso de Oftamologia, a platéia fica de costas durante o pronunciamento do Ministro Chioro.

No dia 8 de novembro, início da paralisação nacional dos caminhoneiros.


TENSÃO SOCIAL

No dia 25 de maio, dois ônibus com 18 imigrantes haitianos e 25 senegaleses chegam a Florianópolis, vindos do Acre.

No dia 27 de maio, o Sindicato de Motoristas de Ônibus do Distrito Federal inicia greve, por volta das 11 horas, paralisando toda a frota de ônibus, sabotando a realização da manifestação a favor da deposição de Dilma Rousseff, organizada pelo Movimento Brasil Livre. No final da tarde os ônibus voltam a funcionar. No ato, que já estava esvaziado, compareceram apenas 300 pessoas. O Metrô circulou normalmente.

No dia 27 de agosto, cerca de 80 índios, alguns paraguaios invadem as sedes de 5 fazendas em Antônio João, Mato Grosso do Sul. As invasões foram iniciadas no dia 22 de agosto. Caminhões e tratores são incendiados. Os fazendeiros fecham a rodovia entre Antônio João e Bela Vista, em protesto. No dia 29 de agosto, em função da reação dos fazendeiros e da morte de um invasor, o Ministério da Defesa envia tropas à região.


DESTRUIÇÃO DAS INSTITUIÇÕES

No dia 28 de maio, 18 universidades federais entram em greve por tempo indeterminado. Servidores e professores aderem a paralisação, cobrando reposição salarial e melhores condições de trabalho.

No dia 29 de maio, o Senado Federal  aceita o pedido de abertura da CPI  da CBF, feito pelo Senador Romário (RJ).

REVOLTA POPULAR

No dia primeiro de junho, o presidente da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf apoiado por milhares de empresários, ameaça paralisar as atividades da industria caso os aumentos abusivos de tributos continuem.A declaração foi feita durante um evento no 10º Congresso da Micro e Pequena Indústria,

ESTRATÉGIA DAS TESOURAS

No dia 15 de junho, o PSDB lança Geraldo Alckmin como candidato à Presidência em 2018.

No dia 31 de julho, FHC diz que Dilma é honrada e não está envolvida em corrupção.

NOMENKLATURA

No dia 15 de julho , alegando falta de verba, o Governo Federal anuncia a entrega da finalização da obra  de duplicação da Rodovia 163 no Mato Grosso para a empresa Odebrecht, em troca da concessão da rodovia.

No dia 23 de agosto, o presidente do Banco Itaú Unibanco declara que "Não há motivos para tirar Dilma do cargo".




DITADURA

No dia 5 de agosto, é publicado o Decreto 8.497/2015, criando o Cadastro Nacional de Especialistas que,  entre outras arbitrariedades, obriga o médico a trabalhar onde o governo determinar, interferindo na escolha de sua especialização.

No final de dezembro, o Deputado do PT/MG, Reginaldo Lázaro de Oliveira Lopes propôe o lançamento do Projeto de Lei extinguindo a produção, circulação e uso do dinheiro em espécie no Brasil,  determinando que as transações financeiras sejam realizadas apenas em meio digital.


NOVO COMUNISMO NA EUROPA

No dia 3 de setembro, uma foto de um menino sírio morto num naufrágio divulgado pela mídia internacional, reaviva a necessidade solução para o problema da imigração ilegal para Europa.

No dia 13 de setembro, o líder da organização terrorista Al Qaeda,  através de mensagem na internet, instigou os muçulmanos que vivem no ocidente a realizar ataques terroristas em seus próprios países: “Convoco qualquer muçulmano que possa prejudicar os países da coligação cruzada a não hesitar. Devemos transferir a guerra para o coração dos lares e cidades do Ocidente e, em primeiro lugar, à América (Estados Unidos)”, declarou Al-Zawahiri em alusão à aliança internacional que bombardeia posições jihadistas no Iraque e na Síria.

No dia 13 de setembro, a Alemanha suspende as ligações ferroviárias com a Áustria e a República Tcheca, afim de evitar maior afluxo de imigrantes ilegais. O Ministro alemão admitia o “fracasso completo” da União Européia no controle das fronteiras.

No dia 15 de setembro, a Hungria fecha suas fronteiras, passando a prender a entrada de imigrantes ilegais. A segurança na fronteira entre a Hungria e a Sérvia é reforçada. No dia 19 de setembro a Hungria inicia a construção de uma segunda cerca para conter a passagem de imigrantes. Segundo previsões do governo húngaro, 35 milhões de pessoas deveriam migrar para Europa nos próximos anos.

No dia 16 de setembro, a Croácia passa a ser o único país a permitir a passagem de imigrantes com destino aos demais países da União Européia.

No dia 18 de setembro, a Rússina anuncia o processo de revisão da legalidade da independência das três repúblicas bálticas – Lituânia, Estônia e Letônia, invadidas em 1940 pela URSS, se tornando independentes entre 1989 e 1992 após o fim do bloco soviético.

No dia 21 de setembro, o parlamento da Hungria autoriza o exército, em determinadas situações, a disparar contra imigrantes: "Estão a invadir-nos".

No dia 22 de setembro, o primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, disse hoje que não aceita qualquer «posição» da União Europeia relativamente ao acolhimento de refugiados e que prefere violar as regras europeias para implementar as quotas obrigatórias decididas em Bruxelas, no mesmo dia.

ROUBO, CORRUPÇÃO

No dia 10 de setembro, o Governo Federal anuncia a intenção de aumento do imposto sobre combustíveis (CIDE) em R$ 0,50 por litro, visando arrecadar 15 bilhões de reais para cobrir um suposto déficit no orçamento em 2016. A medida inclusive tem impacto direto no índice de inflação, contribuindo ainda mais com a grave crise econômica que o país atravessa.

No dia 14 de setembro, o Governo Federal anuncia que vai propor a volta da Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF) , com alíquota de 0,2% e duração prevista de 4 anos.

IMPEACHMENT

No dia 2 de dezembro, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha,  aceita o pedido de abertura do pedido de impeachment de Dilma Vanna Rousseff.


-----------------------------------------------------------------------------------------

Numa sociedade sem ordem, tirânica, manda quem tem mais força. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário